domingo, 5 de julho de 2015

REAÇÃO, O SUPER-HERÓI REACIONÁRIO, VAI COM TUDO CONTRA A DITADURA DAS MINORIAS!

Saiu o sexto número de Reação, o super-herói reacionário, reagindo contra tudo em que foram transformados os super-heróis dos Quadrinhos na atualidade (e já há uns bons 30 anos...). Mais uma vez com histórias escritas por José Salles e ilustradas pelo paulistano William Cabral, a sexta edição possui capa colorida (arte de Cabral e cores de Adauto Silva, também a dupla responsável pela capa alternativa, que pode ser vista aí embaixo) e em suas 24 páginas apresenta duas HQs: ‘O Ataque das Dragonas’ com Reação; e ‘Surgem as Feminazis’, com a Mulher Reação. Essas ameaças monstruosas, tanto as dragonas quanto as feminazis são óbvias referências à militância gayzista, feminista e abortista (tão conhecidas aqui no Brasil como lgbt, ‘mulheres vadias’ e congêneres), grupos que são financiados por entidades internacionais globalistas como Open Society, Fundações Ford e Rockefeller e outras ‘iluminadas’. Ficam aí posando de minoria coitadinha, mas são regularmente abastecidas com generosos milhões de dólares que recebem daquelas bilionárias fundações apátridas, obcecadas com o controle populacional – e divulgar maciçamente o aborto e a prática homossexual que são exatamente as ‘armas’ para frear o crescimento populacional. Sou mais Joanna de Ângelis: qualquer forma de controle populacional é um crime contra a consciência divina!
                Pena que não adianta falar que as páginas dessa revista do Reação tratam de um protesto contra a militância homossexual, o gayzismo, que é muito diferente do que seria um protesto contra aqueles que, na intimidade e sem orgulho, mantêm hábitos homossexuais. Mas não adianta, então o jeito é esperar novas acusações de ‘homofobia’ – bem, mas se já falavam isso quando eu escrevia Jack The Fag, imaginem hoje em dia! A propósito, a HQ da Mulher Reação é baseada em fato real, acontecido numa igreja em Buenos Aires – quem não viu pode conferir no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=wPUvUYU7Qzw

Confiram como os militantes gayzistas, feministas e abortistas são tolerantes, são meigos, são pacíficos, cordiais e bem educados, elegantes, confiram quão boas pessoas são estas que se consideram melhor do que os outros. (JS)

8 comentários:

Rodrigo Bandeirante disse...

Sério que existe um quadrinho assim? E quem le isso?

jupiter2hq disse...

seu namorado leu, mas me disse que não gostou muito.

BrunoObscuro disse...

Que interessante, um autor que vai não contra mão de marvel e dc que abaixaram a cabeça a ditadura dos ofendidinhos. Se for bem escrito e com uma abordagem diferenciada e criativa(sobrenatural por exemplo) tem chances de ir longe.
Sorte ao quadrinho opressor XD

lovelove6 disse...

Vocês ficam expondo nossos esquemas feminazi por aí, mas nunca tirarão nossos dólares!
Todo ano as maiores entidades globais anti crescimento populacional organizam encontros feminazi e gayzistas em águas internacionais, bancam a passagem de milhares de lésbicas caminhoneiras e simpatizantes. Há 3 anos, além de organizar surubas lésbicas épicas, temos atendido a workshops de luta em que o principal golpe que aprendemos é cortar picas usando só as mãos. Vocês não tem ideia de com quem estão mexendo!

Sirlanney Nogueira disse...

Vamos levar isso ao conhecimento das instituições feminazi e gayzistas no próximo encontro feminazi gayzista, perto das bahamas.

Sirlanney Nogueira disse...

Vocês realmente não tem noção do tamanho do nosso poder e organização. A heteronormatividade está com os dias contados.

DC: Monitores do Multiverso disse...

a direitalaha e seu vitimismo. só sabem de mimimi e acusações, mas idolatram torturadores e bandidos da direita militar como ustra e o safado coronel telhada e pior, o bolsolixo! só sabem agrdir e invadir universidades com bombas. a culpa por acaso é da esquerda se a direita nunca produziu nada que preste? a culpa é da esquerda se os NEO-NAZISTAS recifenses e cariocas idolatram bolsolixo? a culpa é de vcs, seus sem vergonhas mimimizentos de uma figa!

jupiter2hq disse...

ora, vá tomar no seu cú!