quinta-feira, 2 de agosto de 2012

SAI A SEGUNDA EDIÇÃO DE ROMANCE EM QUADRINHOS, COM DESENHOS DE ADAUTO SILVA

Saiu pela cooperativa Júpiter II o segundo número de Romance Em Quadrinhos, resgatando um estilo de HQ muito popular no passado, apresentando nesta edição (21 cm x 15 cm, capa couchê colorida e 32 páginas em preto & branco) uma história muito especial ilustrada mais uma vez por Adauto Silva (ele também autor da magnífica capa que vocês podem apreciar acima): ‘No Amor E Na Guerra’ – escrita por este humilde criado de vocês, é uma história romântica fictícia, com personagens fictícios, mas baseada em acontecimentos históricos reais, e recentes: a missão da Organização das Nações  Unidas (ONU) para a pacificação do Haiti, formada majoritariamente por soldados e oficiais do Exército Brasileiro. A premissa na qual pensei para esta história foi: ‘o que aconteceria se uma jovem do Médicos Sem Fronteiras se apaixonasse por um soldado?’ - haja vista que há um acordo tácito durante os conflitos, que mantêm afastados – por questões de segurança – os soldados e os médicos que operam nos locais deflagrados. A inspiração para escrever esta história veio de dois ótimos livros que tratam sobre o assunto: Dopaz – Como O Exército Brasileiro Pacificou A Favela Mais Violenta Do Haiti, da jornalista Tahiane Stochero; e também Combate De Paz, de Luciano Moreira, ex-combatente na missão da ONU – mas vejam bem, eu disse que busquei inspiração nesses livros valorosos, para escrever uma história fictícia de teor romântico; quem quiser saber dos fatos, da História que se passou – e continua acontecendo – no Haiti, recomendo a leitura atenta dos livros supra-citados. Uma História cada vez mais difícil de ser (re)construída, após o terrível terremoto de 2010 que assolou a país caribenho. Mas os soldados e oficiais brasileiros continuam por lá, fazendo o possível para contornar aquela situação e fazer valer a finalidade da missão da ONU, que é devolver ao Haiti à ordem social. No gibi, o destaque, como não poderia deixar de ser, são os desenhos de Adauto Silva – pelo fato da história se passar em uma região de conflito bélico, mestre Adauto nos dá a impressão de estarmos lendo uma clássica HQ de guerra dos comics de antigamente – infelizmente Adauto não pode contar com nenhum Robert Kanigher, então, ‘vai comigo mêmo!’ Sorte minha, mais uma vez poder contar com tão valiosa parceria! (JS) pedidos para smeditora@yahoo.com.br

2 comentários:

J.C.C. disse...

Esse gibi é uma verdadeira joia, a começar pela estupenda capa do mestre Adauto.
O diferencial do roteiro está no modo como é mostrada a bravura, o companheirismo e os bons sentimentos presentes nas tropas brasileiras, que enfrentavam a morte dia após dia, no nobre intuito de pacificar e ajudar na reconstrução de um dos países mais miseráveis do planeta. Ah, e o carisma e a simpatia do casal protagonista é digna de nota. Não há como não torcer por eles!

Rato disse...

Acabei de ler e achei ótima sua história Salles, me agradou muito. Bem como a arte do Adauto que é magnífica! Se fosse mais longa daria uma excelente graphic novel em formato de livro.